domingo, junho 26, 2005

Amores-Perfeitos

À dúzia. É depois de deixarmos passar por nós todas as mulheres perfeitas que se sentaram no altar do nosso olhar que constatamos que a perfeição não existe. É também improvável a eternidade. Existe dádiva. Existe dádiva no chão dos caminhos. Dar-te-ei de ti algo, receberei de ti o que me couber. E será sempre assim, na eternuridade possível.

1 comentário:

marta m. disse...

amar aos 40...