segunda-feira, junho 20, 2005

Compromisso

Estabeleci enquanto blogger, um pacto invísivel comigo mesmo: sento-me diante deste ecrân e ele ajuda a perscrutar-me. A ir mais longe no longe que, como todos nós, também sou. Perguntam-me às vezes, quando sabem que ultimamente posto de um ciber café, se já vou com os posts na cabeça. Digo a verdade, tenho uma ideia de coisas que gostaria de escrever. Mas lá, outra realidade suplanta esse meu desejo: sentado diante do ecrân, descubro sobre mim o que ainda não sabia. Acrescento-me algo em todos os dias que aqui me sento. E por isso aqui volto. E retorno. Tudo isto tem dois preços. Um o tempo que aqui estou. Não sendo omnipresente, se estou aqui não estou ali. Por mais mais veloz que a minha alma de blogger se apresente, é já com desenvoltura que me sento no cibercafé e desaguo, é sempre demasiado tempo o tempo que aqui passo. O outro preço, o outro custo: o paradoxo da identidade.Esta clareza que a minha identidade adquire aqui, para mim, enquanto sujeito da escrita, é feita à custa de um véu de irrealidade que perspassa o olhar com que me ofereço aos transeuntes deste blogue. Dou-me conta disso amiúde.

2 comentários:

PARTILHAS disse...

Realidade ou ficção?

preta escura disse...

Por falar em igualdade de oportunidades, o outro preço, custo, é pago por todos os que aqui nesta esfera se apresentam (ou escondem), não é só teu!!! ;) igualdade de sofrimento de identidade para nós também, se faz favor