quinta-feira, junho 09, 2005

A lei da rolha

Perdoem-me a brejeirice. Mas é um exemplo refinado do estado evolutivo deste rectângulo à beira-mar plantado. Cá está, reproduzido o irreproduzível da forma mais fiel possível. Diálogo recém-ouvido no jornal da uma da TVI: A peça jornalística debruça-se sobre as queixas dos utentes do posto de saúde do Marco de Canavezes. Repórter entrevista senhora trintona. Que se queixa da falta de educação de funcionários e médicos: «Eu vim cá pedir a pílula e ele disse-me que não precisava da pílula para nada, bem podia meter uma rolha. Ora isto é de uma pessoa sem educação...» Fim.

1 comentário:

Dora disse...

Infelizmente, isso é tão revelador...