terça-feira, junho 21, 2005

O meu Verão

Eu sou do Verão. Desde que nasci. Vem o Verão e é isto, sinto-me um pássaro numa gaiola. Só me apetece dançar, beijar, fazer amor, comer gelados, tocar ao de leve na pele alheia, beijar, dançar, pensar em comer caracóis, não os comer, comer ostras em Cacela Velha, fazer amor. Andar de bicicleta. O verão é para mim o tempo da amizade. O ficar a noite inteira na piscina. Vir cá fora ver se alguém vive como eu. Esperguiçar-me, esperguiçar-me longamente. Fazer jogging com os músculos da cara, sorrindo, sorrindo, sorrindo prazenteiroso. Beijar, dançar, pensar em comer caracóis, comer ostras em Cacela Velha, fazer amor. Catrapiscar as moças que vão em pares subindo a estrada. Encontrar por acaso a Teresa Villaverde a comer ameijoas com a filhota em Cabanas de Tavira. Escrever algo de mais avantajado que um post. Por exemplo, ir para um quarto daquele aparthotel onde escrevi Farol, e deixar-me esparramar na minha lassidão, no meu desejo de verbo. Vem o Verão e eu sou feliz. Só me apetece dançar, beijar, lamber o sal da sua pele, chupá-lo salgando a minha vida, comer ostras, fazer amor em Cacela Velha. Desde que nasci que sou do verão. O verão cansa-me e eu depois, exausto, sou tão, tão feliz.

1 comentário:

MJM disse...

'Tou p'raqui a fazer jogging c'os músculosa da cara, mas depois decidi dizer-te porquê: ontem, a propósito do meu animado comentário sobre o premiado António Damásio, retorquiram-me "Ele não é português; nasceu em Portugal". Para veres como achei piada ao reconhecimento das matrizes... Tb sou do Verão! Yeap!
Kisses