quarta-feira, abril 19, 2006

Fraldas,irmãos, sentenças e compromissos

Quando ele descobriu que eu tinha uma namorada tentou não gostar. Quando eu lhe mostrei que mesmo que não gostasse dela ía ter que a respeitar começou a achar-lhe mais piada. Depois, quando percebeu que a coisa era a sério e que eu estava mesmo apaixonado, começou a ser estratega. Básico mas estratega. É simples, sempre que lhe falo dela ele faz uma pergunta, o mais despropositada possível, sobre a sua mãe. No outro dia, meio a sério, meio a brincar, falámos sobre isso. Perguntei-lhe: - Tu finges não gostar dela porque tens medo que eu goste mais dela do que de ti, não é? Enrolou-se, disse que não. E logo a seguir: - O pai gosta mais dela ou de mim? - Quando estou com o Pedro gosto mais do Pedro. Quando estou com ela gosto mais da A.. - Assim não vale, tem de gostar mais de um. - Gosto mais do Pedro. - A sério? - Sim. - Porque sou muito divertido? - Não? - Não é? - Não. - Porque é que é? - Porque se eu disser à A. que é o Pedro ela não fica aborrecida e compreende e se eu te disser a ti, fazes uma birra que ninguém mais pode contigo. - Não é nada. Uma pequena pausa. E depois a sentença. A terrível sentença. - Se o pai casar com a A. deixa de ser meu pai. - O quê? - É assim. Se o pai casar com a A. deixa de ser meu pai. - Porquê? - Porque depois tem um bébé com a A. e depois é o pai desse bébé. - Pedro, eu não vou ter nenhum bébé agora mas mesmo que tivesse ele seria teu irmão. - Não quero ter irmãos. - Então se eu tivesse um bébé não podia contar contigo para me ajudares? Como a Joana faz contigo? - Eu não sou bébé. - Mas já foste. - Mas não sou. É diferente. - Então és o quê? - Sou grande. - Se fosses grande ajudavas o pai se tivesses um irmão mais pequeno. Momento de grande reflexão. Altura do "grande mas". - Eu ajudava mas não era eu a limpar o cócó das fraldas do bébé. Os pais e as mães é que devem limpar o cócó e os rabinhos dos bébés deles.

3 comentários:

mb disse...

Quantos destes diálogos extremamente lógicos das crianças se perdem. Este é uma delícia. Penso há bastante tempo que uma colectânea com ditos dos putos seria uma maravilha de lógica pura e luminosa, e tenho-o dito a quem pode recolhê-los. Não ligam e sei que tenho razão.

DIV de divertida disse...

Lindo!....
Parabéns pela tua paciência. Continua!

PARTILHAS disse...

Delicioso