sexta-feira, abril 21, 2006

O que é que é um ser humano?

O que me interpela na história de Mussah Dia não é o de tentar levar à compreensão daquilo que impeliu o senegalês para o seu acto. Ía escrever tresloucado acto mas nem sei se é disso que se trata. Depois de o cometer foi para casa e ainda passou pelo supermercado. Comprou maçãs. Todos com quem se cruzou o acharam sereno e tranquilo. Minutos antes de ser preso falou sem sobressaltos, segundo a repórter. O que me intriga é como um homem suporta durante tanto tempo tanto sofrimento pessoal, a lonjura da família, as más condições de habitação, o excesso de trabalho e depois, num ai, tudo isso deixa de fazer sentido e ele age como se tudo isso não tivesse alguma importância. A sucessão de dramas pessoais que o seu gesto provocou é impressionante. As suas filhas vão deixar de estudar no sitio onde estudavam. O presidente da junta e a funcionária está em perigo de vida. Que famílias são estas, e que impacto é que esta tragédia vai ter nas suas vidas? O que é que é um ser humano no meio disto tudo?

1 comentário:

Rui mota disse...

Interessante questão, a que levantas...
Se não viste, aconselho "Caché" (que os portugueses estupidamente traduziram para "Nada a esconder") do realizador austríaco Michael Hanneke. A mesma problemática, outras consequências.