sexta-feira, outubro 12, 2007

Marcha lenta

A vida para além dos blogues sempre me fascinou. Mesmo em momentos em que eu não me acho especialmente fascinante. Escrever nos blogues também sempre me interessou. Principalmente nas alturas em que me achava menos interessante. Por alguma razão que eu nunca me atrevi a explicar muito bem, a minha dor de pessoa sempre provocou repercurssões positivas na minha actividade de blogger. Apercebo-me disso ao constatar a redução da minha produção blogueira. Por alguma circunstância para a qual me faltam razões, a redução da minha produção blogosférica corresponde a uma revisão em alta da minha vida enquanto pessoa.

6 comentários:

Cristina GS disse...

Olá Joaquim,
parece que a necessidade de escrever anda da mãos dadas com a necessidade de comunicar um incómodo, um mal-estar, de espantar fantasmas, de aclarar recantos escuros, de encontrar eco nos outros... mas, cada um sabe de si :) Boa revisão e um abraço

M em Campanhã disse...

o melhor dos motivos - que se adivinhava

cangelo disse...

As palavras brotam mais facilmente da dor...

É bom saber que estás bem!

Xai Xai disse...

espero pelo dia do encerramento...

Di* disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Di* disse...

subscrevo-me nas tuas palavras.

Parabéns pelo "A Morte é uma Flor".

Fez-me regressar ao meu universo blogosférico.

As razões do regresso são o antagonismo desse momento que te fez diminuir a tua produção no mundo dos blogues.

Lá está, subscrevo-me.
Queria ainda pedir-te desculpa pela inconstância deste ano...Também eu não percebi.

Até *
(Diana Giestas)