sábado, fevereiro 23, 2008

Manhãs

Sei que choveu porque tenho caracóis em cima do muro, porque os gatos da vizinhança andam a rondar os meus cantos e porque as couves, de tão viçosas, parecem flores. A água é fora de mim. O amor é nocturno, deita-se tarde, geme entre luas mas, paradoxalmente, vive das manhãs que tem dentro de si.

1 comentário:

Isabela disse...

Se me convidares vou aí comer as couves, mesmo lindas.