domingo, julho 03, 2005

Atrium

Num exercício de confiança, eles dançam no meio do palco de olhos fechados, projectando-se no ar sem procurar o toque. A ideia na cabeça de todos é a de que agarrar o outro é mostrar-lhe que pode confiar, e cair. O teu irmão caiu, foi dito. E, sem querer, ela lembrou-se daquele exercício, de que desconfiou sempre.

1 comentário:

Bruno disse...

Este blog cheira a festa. Muitos parabéns caríssimo.