sexta-feira, agosto 12, 2005

O Governo de Sócrates

Ontem alguém deixou um comentário aqui perguntando-me porque é que eu não criticava Sócrates e o seu Governo. Há uma razão para isso. Embora me pareça completamente absurdo o argumento para aumentar a idade de reforma vigente na função pública, e o tenha criticado aqui; ou duvide da eficácia dos aumentos de impostos já que eles me parecem ter o condão de, a prazo, causarem mais obesidade no aparelho estatal; ou não tenha dados para compreender a importância da Ota e também sobre o traçado do TGV e a sua rentabilização futura, a verdade é que a minha simpatia pelo governo de Sócrates e por ele próprio têm crescido. Continuo a gostar mais dos Humanos, não vibro com o Conselho de Ministros mas ou porque ainda estou a sais de fruto por ter sido governado por políticos como Pedro Santana Lopes, Paulo Portas ou Durão Barroso, o que é facto é que é quase oficial que se José Sócrates passar à minha beira lhe estico o polegar direito.

3 comentários:

TMara disse...

vivo uma estranha ambivalência. Não gosto de muita coisa, discordo de outras, mas...apesar de tudo...Ainda votaria nele

Anónimo disse...

Custa mm. aceitar que nos enganámos...
Eu esticava-lhe o indicador

Anónimo disse...

Sim, concordo. Esticar o indicador. Exactamente o que pensei, e até numa primeira leitura do post li indicador, em vez de "polegar".
Teria sido o cúmulo da ironia subtil.
Também sofro de um vazio.
Excesso de lucidez...