terça-feira, setembro 13, 2005

Torre de Vigia

A descrença numa cosmopolitica não é uma negação da política. Merecemos a terra onde vivemos, a comunidade a que pertencemos, quando tendemos para a solidariedade. A má distribuição da riqueza, a pobreza e a fome, as violações dos direitos humanos não são, não podem ser, factos consumados. Reequilibramo-nos no cosmos quando o entendemos. O que eu digo, o que devemos dizer é que temos de vigiar o mundo. _____ 1 Imagem do post "Coisas que não podemos esquecer" da Carla de Elsinore

4 comentários:

cbs disse...

De acordo.
Ter os olhos abertos e não entre palas.

Rita disse...

Acho que não chega.

mr disse...

Claro que não chega.
Vigiar faz pensar em castelos, binóculos, câmaras de filmar pelas ruas, telescópios, postos de vigia.
É um pouco melhor a acção directa sobre os acontecimentos.
Mas melhor, ainda, lutar contra os que não deixam chegar aos seres como os da fotografia a ajuda das acções humanitárias.
E então se pensarmos que a perfeição seria CADA UM DE NÓS salvar uma única vida, ocuparmo-nos unicamente de um ser humano em sofrimento.
O que eu digo, o que devemos dizer é que temos de nos apurar na feitura de. De pôr em obra.
Agir simplesmente no sentido da perfeição.

aya disse...

Vigiar o mundo, exigir do mundo, fazer pelo mundo... será sempre uma eterna luta dentro do homem!!!
Excelente