domingo, novembro 06, 2005

00:31:13 /00:25:35

Falamos muito sobre poder. É o problema do poder, dizemos. Contra o poder, afirmamos. Contra os poderes estabelecidos, juramos. E eu parece-me que uma vida já é pouco por si só, quanto mais para a levarmos a reboques de ideias que nos empobrecem. Contra o poder?! O contrário do poder o que é? Viva o poder. A possibilidade. Em cada dia das nossas vidas.

1 comentário:

pisca-pisca disse...

REFLEXÃO RECOMENDADA

O posicionamento de Soares e Cavaco perante o combate ao terrorismo e perante o mundo islâmico vai decidir as eleições presidenciais.

Cavaco Silva apadrinhou Durão Barroso – era o seu delfim - , que por sua vez apadrinhou Georg Bush e Blair na desastrada invasão e ocupação do Iraque. Em questões de guerra, um líder não se pode enganar de inimigo nem de estratégia. Soares não se enganou, bem antes da invasão do Iraque já ele dizia que seria um erro trágico, não só para os Estados Unidos, como para todo o ocidente. Cavaco ficou calado, que o mesmo é dizer que concordou com Durão Barroso e com a opção política e militar de Bush e de Blair. O tempo deu completa razão a Soares e descredibilizou por completo Barroso e Cavaco Silva.

Erros deste calibre podem sair muito caros a Portugal, como foram os atentados em Madrid e Londres e muitos outros evitados in extremis em vários países europeus.

Onde se demonstra que a idade de Soares e a sua larga experiência internacional são trunfos para um qualquer povo. Desde que esse povo não seja estúpido.

Paris e França já estão a arder, não estão? Onde será amanhã?

Então pensem bem antes de votarem, porque isto não é um Benfica-Sporting, em que no fim do jogo fica tudo igual e vão todos para os copos.