sexta-feira, dezembro 29, 2006

Grande 2007

a todos e todas que blogam,
que postam,
que comentam,
que linkam,
que passam,
os e as que ficam,
que deixam endereço,
aos anónimos e às anónimas,
aos e às avatares de si mesmos,
aos nomeados e às nomeadas,
aos e às da nomencaltura,
aos amigos e às amigas,
aos conhecidos e às conhecidas,
aos e às que vêm porque lhes falaram,
até aqueles e aquelas que por aqui passam só para comprovarem a miséria em que se tornou este respirar,
e também a essa multidão que aqui veio saudar a nossa blogger mais ausente,
a Celta,
a todos e a todas* um 2007 ao pé de nós.
-----------------
Em tempo: Este fervor totalitário deve ser ainda resto da festança das filhós, dos sonhos, das azevias. Não. Todos e todas não. Somos muitos. Mas não todos nem todas. Nem tantos assim. E há muito espaço por aí. Não precisamos de estar assim tão juntinhos. É isto a miséria da cousa humana: o desagregar da humanidade começa antes de acabarmos a frase, uma pequenina e insignificante frase de boa vontade.

8 comentários:

Pedro disse...

também a mim?

Sara Gonçalves disse...

Que a estrelinha celta brilhe com muita intnsidade para iluminar este respirar!!!
Um Beijinho.S.

Sara Gonçalves disse...

Que a estrelinha celta brilhe com muita intensidade para iluminar este respirar!!!
Um Beijinho.S.

sete e picos disse...

para ti também um ganda 207 ao pé de ti,com muitas cousas boas...
PS: a todos ( e as todas?)

no baile da d. ester disse...

Ora, ora. Todos e todas, senhoras e senhores, meninos e meninas, gatos, cães, ovelhas e periquitos, que a malta não exclui ninguém e tenho cá em casa um bicho que bem precisa que o próximo ano seja melhor que este que se finda. (pausa para respirar, que isto foi tudo de um trago).

Que continuemos por muitos e bons a respirar o mesmo ar é que desejo. Na alegria e na tristeza, na riqueza e na probreza, que isto das amizades é como os casamentos. Com a vantagem de ter taxa de divórcios muito mais baixa.

vague disse...

Um bom ano, jpn.
abraço

sete e picos disse...

reparei na reedição da posta. Em 2007 se quiseres posso trocar o workshop de guiões para teatro por um de linguagem inclusiva com ênfase em literatura, para uma inclusão sem exaustão ;) que venham muitos projectos,/sonhos e realizações para este novo ano.

Carla disse...

Gosto de aqui vir respirar as tuas palavras. Respira-se um mesmo ar, o da vontade dos dias, que nem sempre são tão azuis como desejaríamos, mas nos quais teimamos em marcar memórias que nos irão avivar sempre a alma. É disso que precisamos e eu desejo que saibamos sempre sonhar. Um beijo muito grande.