terça-feira, dezembro 05, 2006

Má sorte

Com tantas formas de escrever sobre isto, eles escolheram esta.

4 comentários:

Anónimo disse...

Uma forma vergonhosa, desumana de tratar um assunto doloroso...uma exploração sentimental bacoca. A propósito, que espécie de jornalismo é aquele? Ou melhor, onde é que está o espírito jornalístico naquela hedionda peça? Não é, certamente, o mesmo que a Zé, o César e o André praticaram durante anos...

Anónimo disse...

Hediondo, indigno, infame, cruel... não há palavras que possam exprimir a indignação e o nojo que este artigo do sol provoca em qualquer pessoa decente que o leia. Não se percebe como é que alguém tem a coragem (ou a estupidez?) de escrever uma coisa daquelas, ainda por cima sobre colegas de profissão. Só pergunto uma coisa: era assim que gostava de ser lembrada,senhora jornalista do sol??

Anónimo disse...

Vergonhoso, sim. Deixou-me triste... Porque... as pessoas que inventam coisas assim não deviam ter carteira profissional de jornalista.
I.

Carla Pedro disse...

Fiquei triste ao ler o artigo. Uma exploração mórbida - e, pelo que li no post mais acima, falseada - da vida daqueles que ficaram a viver na Patagónia. Medíocre. A contrastar - felizmente - com a sobriedade com que a restante comunicação social se debruçou sobre estes 4 amigos. Tenho pena que o Sol tenha estragado tudo. Ou melhor, não estragou porque nós não deixamos.