segunda-feira, março 12, 2007

Lisboa ao sol

E de repente este fulgor primaveril na nossa vida. O resto já não sou eu, nem tu, nem nós.

1 comentário:

Cristina GS disse...

Em dias assim, eu acho mesmo que é a cidade que nos ama e não o contrário