quinta-feira, janeiro 31, 2008

5 anos é demasiado tempo

Eduardo Graça lembra como há cinco anos deu uma entrevista e por causa dela foi exonerado de presidente do INATEL por um homem pequenino cujas artes de dança não são muito conhecidas. Ainda não havia Sócrates, nem os sinais fascizantes da tentação totalitária dos socialistas e estas coisas já se faziam. O tempo que estas coisas levam a passar. Mas passam. Por mais tempo que demorem, passam. E só espero que um dia contes como foi.

4 comentários:

CCF disse...

Isto, a par da inveja, é o pior que Portugal tem! Destruímos pessoas e carreiras apenas pela incapacidade de acolher as critícas.
Abraços
~CC~

rui mota disse...

PS dixit

JPN disse...

que belo latinório neste post scriptum, Rui!

rui mota disse...

Quem melhor do que os "PS" para fazerem a sua auto-crítica? Faz parte da mantra socialista.