terça-feira, abril 01, 2008

Parece mentira de 1 de Abril

Mas não é. Telefonei para Lanka Horstink, que se dirigia para o local e confirmei a informação. Como sabem não costumo fazer aqui do Respirar uma câmara de eco de mensagens como esta mas neste caso a urgência e a necessidade de eficácia falaram mais alto.
" *** MUITO URGENTE ***
Proteste - Ajude a evitar a destruição de espaços verdes, corte de árvores e a morte de dezenas de pássaros bebés e em nidificação (Lisboa)Precisa-se Ornitólogos e especialistas em transplantes de árvores (ler abaixo)É necessário a ajuda de cidadãos, advogados e associações para impedir esta tragédiaLeia mais abaixo para saber o que pode fazer para ajudar
31 de Março de 2008 - Alguns cidadãos preocupados levaram a cabo nos últimos dias uma acção urgente de transplantação de árvores/plantas/ninhos de parte das hortas nas Portas de Benfica (Estrada do Tojal - Lisboa) que serão terraplanadas a partir de esta segunda-feira após 16 anos de avanços e recuos. Poderá ser tudo destruído até esta quarta-feira (2 de Abril).No terreno detectaram-se as seguintes necessidades:
- protecção dos ninhos de pássaros presentes nas canas e árvores: estamos na Primavera e a maioria dos pássaros está a chocar ovos. É importantíssimo que se espere mais 2 ou 3 semanas para que os pássaros estão a nascer tenham uma hipótese de sobrevivência e evitar um banho de sangue. Existe uma forte suspeita que destruir esses ninhos poderá ser ilegal, visto que a Lei de protecção das aves e habitats, diz que qualquer ninho de espécies autóctones está protegido e não pode ser derrubado. Se esses aves forem autóctones (nativas de Portugal), então estaremos perante uma clara violação da lei, um atentado ambiental.
- necessidade de perceber se a obra está de facto legal, se cumpriu com todos os requisitos e está aprovada e assinada na totalidade. Há questões dúbias como o facto de muitos donos das hortas terem pago rendas à câmara durante anos (há um senhor que lá está há 30 anos). Foram devidamente compensados?
- necessidade de transplantar árvores: marcámos várias árvores que gostávamos de transplantar: figueiras, pessegueiros, nespereiras, bananeiras e mesmo freixos. Não temos meios para o fazer e os responsáveis da obra só se ofereceram para escavar as árvores, não para as transportar nem escavar buracos nos destinos. Existe também uma zona de arvoredo maior cuja transplantação será mais complexa mas ajudaria a preservar o património verde da cidade, património esse já muito ameaçado.
- levantamento do interesse de um jardim bastante rico em espécies botânicas no terreno (da D. Ondina) e apoio na sua transplantação.
- necessidade de contactar com as pessoas das hortas, que depois de tantos anos de hesitação, não acreditam que a obra avance. Não se entende porque é que não existe um apoio à população, pois dezenas de pessoas (e em parte também todos os moradores das redondezas) vão perder o seu sustento, o seu espaço verde e a sua ocupação de tempos livres. Porque é que não foi indicado um terreno alternativo?
- Cidadãos e organizações para estarem presentes no local de forma a protestarem e fazerem pressão para evitar a destruição do local. Todas as pessoas poderão igualmente contactar a Câmara Municipal de Lisboa para protestar contra esta situação: Tel: +351 213 227 000 - Fax: +351 213 227 008 - E-mail: geral@cm-lisboa.pt .
* * *
(Texto de actualização de 1 de Abril)
Até 4ª poderá estar tudo arrasado, inclusive árvores que podiam ter sido salvas e ninhos com ovos e pássaros-bebé, para preparar a terraplanagem no âmbito da obra da CRIL. Estão no terreno desde quarta-feira passada cidadãos preocupados e membros de associações ambientais a tentar preservar o que for possível. Em plena Primavera é incompreensível que se autorize a destruição de habitat de aves e o arranque de árvores (em flor e por isso dificilmente sobreviverão o transplante).
É URGENTE avaliar com especialistas de aves se é legal derrubar ninhos na Primavera e como podemos salvar alguns.É URGENTE avaliar com especialistas de árvores qual a viabilidade de transplantar algumas árvores de fruto para um terreno perto (Círculo dos Leitores), com ajuda dos responsáveis da obra e da Câmara.É URGENTE a Câmara confirmar (não nos deu resposta) se o terreno acima identificado pode ser usado para levar algumas árvores e plantas e ajudar a organizar/coordenar a operação.É URGENTE ajudar a transplantar entre hoje e amanhã o jardim botânico da D. Ondina, no meio do terreno, com espécies autóctones fantásticas.É IMPORTANTE fazer um levantamento das restantes zonas verdes por arrasar, para evitar mais tragédias.
Por favor contactem-nos para nos ajudar a salvar os ninhos e as árvores passíveis de transplante.
O QUE PODE FAZER PARA AJUDAR
PRECISAMOS DA SUA AJUDA: Gostávamos de saber se têm interesse em apoiar-nos nesta acção. Procurámos pessoas conhecedoras dos tramites desta obra (para as questões legais e sociais) e especialistas no transplante de árvores em particular e de zonas verdes em geral, para além de ornitólogos. Desde já agradecidos por toda a ajuda que possam dar.
PROTESTE: Todas as pessoas poderão contactar a Câmara Municipal de Lisboa para protestar contra esta situação: Tel: 213 227 000 - Fax: 213 227 008 - E-mail: geral@cm-lisboa.pt . Local a ser destruído: perto das portas de Benfica, na calçada do Tojal, antes da estrada dos salgados. (O estaleiro das obras fica perto da estação de metro de Alfornelos. ).
Contacto dos Cidadãos voluntários: Raquel Leitão e Lanka Horstink" Informação recebida via email (Fonte: EGENews <peenws@gmail.com)

1 comentário:

sete e picos disse...

Quando estive aí de f+erias assisti a um prgrama da 2 sobre precisamente as hortas que ficam em Benfica, com entrevistas aos hortelãos e hortelanas(?) e impressionou-me a importãncia que têm estas hortas para as pessoas e para cidade. Se tiveres mais novidades sobre o seguimento disto vai contando. Um abraço