quarta-feira, abril 08, 2009

Natural como a sua sede

Ou sou eu que não ando a ver bem as coisas ou acho tão natural que o Governo Português apoie a candidatura de Durão Barroso, se o PPE ganhar o direito de ser o indigitador do Comissário Europeu, como apoie António Guterres se forem os socialistas europeus a escolherem o candidato. Só por miopia - ou por aquela azia política que tão bem caracteriza o soarismo e é nestas coisas que se vê que o manuel alegrismo pode ser um soarismo - não se compreende que Durão primeiro-ministro desprestigiou tanto o nome de Portugal além-fronteiras quanto José Manuel Barroso, presidente da Comissão Europeia, o dignificou. O que também acho natural é que o Governo Português, sobre o assunto, espere que os povos da europa escolham quem os vai governar nos próximos anos antes de andar a exprimir o seu entusiasmo barrosão. Até porque pode dar a entender que gostaria que o PPE ganhasse as eleições europeias, já que esta é a única circunstância em que seria natural o apoio do nosso governo a esta candidatura. Acho que o governo anda um pouco confuso entre a natureza de uma declaração de apoio à candidatura de José Manuel Barroso e a de uma mensagem de felicitações por a sua candidatura ter sido escolhida pelo PPE.

1 comentário:

cristinar disse...

Parabéns. Deve ser a melhor opinião que li até hoje sobre o assunto.