segunda-feira, abril 16, 2007

A marcha dos pinguins

Não houve pipoca como a certa altura se anunciou. Mas foi uma sessão de cinema original. Deitados na cama, os quatro. Com dobragem em espanhol e português. O Pedro estava comovido. Tudo aquilo o agitava. A dança do amor. O pai pinguim quase morto de fome. A lontra manhosa. A mãe que regressava a tempo. O pinguim bébé que fugiu da águia. E no final, a conclusão:
- Ainda bem que este filme ganhou uma taça. Merece mesmo.

2 comentários:

Anónimo disse...

Faltou saber se estavam calçados em cima da cama, é fundamental...
:-)

princesa das estrelas disse...

Que lindo que ele é.
Parabéns.