sexta-feira, agosto 01, 2008

Canavial

O canavial é um lugar da (minha) infância. É um sítio mágico que tem lá tudo. Os materiais. As peças de todos os jogos. As lanças. As espadas. As espingardas. As canas de pesca. As varas para construir cercas, cabanas, cubatas. Brinquedos pequenos. Flautas, apitos. Chão para nos deitarmos, nas nossas precoces cabanas. E também lendas, como aquela do homem que enterrou um segredo no canavial e que este o devolveu nas canas. O lugar das canas era também o sitio por onde entrávamos e nos guardávamos. Vejo um canavial e sou menino outra vez, quanto mais não seja nos olhar que lhe lanço. Eu não sei o que teria sido a minha infância sem ele, o canavial.

3 comentários:

@na disse...

há muito que não melembrava das brincadeiras por entre as canas de milho... bons tempos, obrigada por me fazeres recordar ;)

vaandando disse...

então, tens de ler A noiva Do Canavial do Antònio Sá ... Vais gostar !
abraço amigo !
Zé Marto

Cristina GS disse...

Para mim também soam a encantamentos de infância. Abraço