sábado, novembro 15, 2008

Dias

Da tristeza sem fundo vejo os campos de uma alegria sem fim. Telefono-te. Falas-me por monossílabos. Pedes-me para não fazer tantas perguntas. Deixo-te estar. Apetece-me chorar mas deixo-te estar. Chorarei depois sozinho. Sempre assim foi, sempre assim será. Sempre não. Começo a sonhar com o dia em que falaremos longamente sobre tudo. O meu dia é isto, sonhar com esse dia.

3 comentários:

CCF disse...

Força...e esperança para que esse dia possa acontecer.
Abraço,
~CC~

princesa das estrelas disse...

:) força

mfc disse...

E um dia pode ser que seja... porque não?!