quarta-feira, janeiro 07, 2009

É noite, é muito dentro da noite

A minha noite, é o meu estado de vígilia.

4 comentários:

Lucubrina disse...

Eu prefiro dormir, sonhar, para acordar com o sol e galinhas, para as guerras dos galinheiros :-)

CCF disse...

Não sabia do blogue-poesia!
Mais um para ler...
Parabéns poeta

CCF disse...

Não sabia do blogue-poesia!
Mais um para ler...
Parabéns poeta

JPN disse...

não sei se é um blogue-poesia, Carla. não te deixes enganar pelo escadeado da métrica, eheheheh.
são - apenas - outros textos.
A poesia é algo demasiadamente importante para a deixarmos apenas na mão, na pena, dos poetas. até para que melhor os possamos ler, compreender.
:)