terça-feira, julho 28, 2009

O PS e Joana: post assumidamente marialva

Eu nunca dormi com a Sharon Stone. Nunca calhou. Aliás, foi por nunca ter calhado que eu percebi muitas vezes a diferença entre sonho e realidade. Não me peçam para me explicar mais que é assunto que me envergonha. São as tentações da carne, diria o bom do padre Adelino que, nos seus abençoados conselhos, há muito deixei de ouvir. Mas se a minha mulher viesse à praça pública acusar-me de ter dormido com Sharon Stone eu ía ao baú buscar a faixa do João Mata Sete de uma récita do teatrinho escolar onde comecei a querer ser actor, e, rescrevendo-a com o novo dito, assumia o facto. Eu dormi com a Sharon Stone, seria assim a nova faixa no teatrinho de brincar em que se constituiu a minha vida. Nem que isso me custasse o casamento. Na minha rua iriam mais facilmente perdoar-me a descoberta da mentira do que a veemência da recusa.
Em pose mais séria subscreveria Luis Novaes Tito no Simplex.

3 comentários:

Pedro Mendonca disse...

este post é desnecessariamente misógino...

JPN disse...

não são os posts que são ou não(desnecessariamente ou não) misóginos. somos nós.

Anónimo disse...

O Miguel Vale de Almeida vai para o céu.
A Joana Amaral Dias vai para o inferno.
Do PS.