quarta-feira, março 07, 2007

"Peço desculpa"

No Caracol da Graça, sala de chuto improvisada, mais uma vez. Agora é um homem novo, à volta dos trinta anos. Logo que pressente gente encolhe-se e sem olhar diz para o ar:"-Peço desculpa!". Eu sei que a ONU, através do seu Instituto com a área das drogas, defende que as Salas de Chuto não devem ser permitidas porque as duas únicas saídas legalmente autorizadas nesta área são as do tratamento médico e as da investigação. Mas também sei que a posição defendida pela ONU nada tem de consensual a nível dos especialistas na área da toxicodependência, a começar pelo nosso IDT. É uma questão que mais uma vez tem a ver com o pragmatismo. Para acabar com a humilhação, dizia um cartaz de uma campanha recente. Eu não sei se é humilhante para este homem ter de se injectar a céu aberto. Para mim é humilhante olhá-lo e saber que o sistema que aparentemente me inclui, o exclui a ele. Exclui-o de um mais eficaz controlo da propagação de doenças como a sida ou a hepatite ou de uma prevenção de overdoses. Exclui-o a ele de um estudo sobre as condições em que é feito o consumo de drogas duras. Exclui-nos a nós desse conhecimento. A próxima vez que descer o caracold a Graça serei eu a dizer, peço desculpa.

1 comentário:

M em Campanhã disse...

é tão difícil isto Joaquim. toda a miséria é assustadora porque impossível de se reconciliar connosco. ficamos assim a pedir desculpa por estarmos de fora. mas isso também não resolve nada. é como se já não houvesse nada a fazer.